domingo, 12 de dezembro de 2010

-- MeKiki --

"Não sou flor que se cheire.
Não tenho limites. Como diz meu terapeuta, tenho problemas com limites.
Não consigo distinguir o lado de dentro e o lado de fora.
Minha pele esta ao avesso.
Minhas vísceras a exposição.
Sinto como se todos pudessem ver através de mim.
Sou transparente, tão transparente que devo gritar para que as pessoas me vejam.
Não tenho jeito para o amor. Mas estou cansada de ficar apenas com migalhas.
Isso não é legal. Não estou jogando limpo, é golpe baixo.
Pq essa é minha especialidade.
Não consigo controlar meus sentimentos.
Sou descartada como vomito em um saco de papel.
Não posso me controlar, eu explodo. Sou minha própria bomba.
Meu cérebro é uma Hiroshima permanente e meu despertar um cataclisma.
Sou meu pior drama.
Me encontrei e não consigo me livrar de mim."

Minha conclusão do FDS extraída do filme Borderline.

6 comentários:

  1. Gostei da indicação de filme, apesar de tudo parece ser um filme de uma pessoa apaixonada pela vida.

    ResponderExcluir
  2. Linda, mais uma vez fiquei boquiaberta com as palavras em seu blog. Por isso que te sigo!

    Tem novo post no meu blog, também! Confira!

    Abração de NINA

    ResponderExcluir
  3. Gostei do texto, profundo e belo.
    Já estou seguindo aqui!
    Depois leio as outras postagens com calma.

    Abraços!

    http://vivereler.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. eu tenho um plano em processo. dominaremos o mundo, baby. aguarde! beijinhos.

    ResponderExcluir
  5. Nada tem limites, nem fronteiras!... Só assim poderemos ser quem desejamos. Só assim seremos verdadeiramente livres!!!

    Beijos!
    AL

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails