domingo, 5 de dezembro de 2010

-- Boiler --

"O oceano, nunca deixa de provocar alguém a se inspirar em bobagens filosóficas. Bobagens de peso, como a vida, a morte e a fé e toda essa tolice desconcertante. A porra do universo. A aparente insignificância do indivíduo nele. Mas somos insignificantes? Pegue como exemplo, esse indivíduo, ontem encheu a cara com vontade e hoje ele esta pagando o doloroso preço... Mas o que vai ser do indivíduo? Esta condenado a ser como é, governado sempre pelo medo, pela confusão e pela raiva? Ou, após essa merda que passou e superou, ele sairá de lá um indivíduo melhor?" (A recompensa de Perrier)

"Eu não te odeio, só odeio essa vontade de vomitar que sinto ao lembrar que você ainda vive."


"Looks like I'm gonna do everything myself
Maybe I could use some help
but hell, if ya want somethin' done right
you gotta do it yourself

Maybe life is up and down
but my life's been (what?)
till now


Why did I have to go and meet somebody like you?
Why did you have to go and hurt somebody like me?"
 
Essa música me veio a cabeça diversas vezes esse fds, acho q ela é pra mim, nem precisaria dizer nada, ela diz tudo. Ninguém deve esta entendendo o motivo deste post, é confuso mesmo, só estou vomitando o que sobrou de um fds confuso.  Bebeu, abraça a privada.

3 comentários:

  1. Eu lembro de uma vez que eu bebi mais que o Jeremias e a ressaca foi horrível.

    nota mental: não beber vodka feito se fosse refrigente!

    ResponderExcluir
  2. Nota Mental [2]: Se não sabe beber, não bebe, cacete!

    ResponderExcluir
  3. AVISO:
    Fiz nova postagem no blog. É minha opinião sobre PRECONCEITO. Acesse, leia e deixe seu comentário: http://assuntosdenina.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails