domingo, 21 de novembro de 2010

-- MeiaIdade --

Crise de meia idade, costuma acontecer aos 50 anos. Mas como sempre fui precoce, acho q tenho crises de meia idade desde os meus 18 anos. Afinal toda idade é meia idade de alguma idade, certo?
Ontem assisti um filme chamado "GreenBerg", nenhuma grande produção, mas que me fez refletir e afloraou minha crise de meia idade. 
Greenberg é um cara, solteirão de 40 anos e depois de ter desperdiçado boas oportunidades na vida, simplesmente não tem nada. Ele volta para a cidade em que vivia quando era jovem e encontra seus amigos, tbm não tão bem sucedidos, mas com esposas e filhos. O churrasco para os amigos vira quase uma festa infantil. Ele se sente deslocado diante dos assuntos dos pais de família. Ele fica sem lugar, não se enquadra aos velhos amigos com seus novos interesses e obrigações e não se enquadra quando tenta sair com pessoas mais jovens. Tive medo de chegar oas 40 como o GreenBerg, carrancudo, mal humorado, sem saber dirigir e nadar(coisas q eu não sei aos 25). Para mim existem três pontos fundamentais que caracterizam uma crise de meia idade:

1) Ter a idade que tem: Vc deve se vestir e se comportar como tal. Todo mundo implica quando uso all star, acham que eu deveria ser mais mulher. As vezes me pego pensando, não usa isso q isso é coisa de adolescente. Não faça isso pq é coisa de adolescente. Acho q daqui a alguns anos estarei me vestindo como uma idosa de 80 anos, com coquinho e tudo.(Mas me livrai da sobrancelha de henna cafona. Amém!)
Minha mãe me disse uma vez pra tomar cuidado com o exagero de tatuagens, pq a gente envelhece e tatuagem deve ficar muito feia em pelanca. Né?
 
2) Achar sua tribo: É desesperador quando todos os seus amigos estão casados e tem filhos e só falam sobre isso, e você que não se casou e não tem um remelento não tem absolutamente nada para falar sobre o assunto. Vc se sente deslocado, percebe que a tribo costumava ser sua já não é mais. Então tenta buscar outras tribos e esbarra com pessoas mais jovens, que segundo seu julgamento idoso, só tem titica na cabeça. Além de ficar perto de pessoas mais jovens te fazer sentir ainda mais velho. Vc quer sair e quando sai só quer voltar pra casa. Viver entre o "vamos zuar" e o "não tenho mais idade pra isso".

3) Futuro: Quando somos jovens sempre nos imaginamos muito bem aos 20/30 anos, pq parecem distantes e você vai ter tempo de fazer tudo como planejado. Hoje me sinto frustrada pq não tenho nada do que planejei aos 15 anos. Se eu chegar aos 40 vou me sentir frustrada pq não vou ter nada do que planejei aos 25? Acho que o principal fator em uma crise de meia idade é justamente isso, olhar para trás e perceber oportunidades perdidas, tentar descobrir onde foi parar aquela garra que você tinha aos 18 quando entrou na faculdade. Eu nem sei onde esta meu diploma da faculdade. ¬¬ E olhar para o futuro e perceber que o tempo passa cada vez mais rápido e que suas chances de conquistar o que queria estão diminuindo.

Se você, ao ler esse post, pensou que em algum momento que se sente da mesma forma, vc pode esta em uma crise da meia idade que vc tem. Quando vc identifica que esta em crise não é ruim, te ajuda a perder menos tempo para eliminar o fator que te levou a ela.
Eu poderia terminar o post de forma otimista dizendo da experiência adquirida durante os anos e blabláblá, mas tudo que eu desejo para nós é que saibamos utilizar esse experiência adquirida para ganhar dinheiro e usar para fazer cirurgias pláticas quando seu peito estiver na barriga ou comprar viagra quando a pipa do vovô não subir mais, para colocar botox e não parecer um maracujá ou investir em vários tratamentos contra calvice, artrite, artrose... E que a encontremos alguém que ame nossas pelancas. o/

"A IDADE NÃO ESPERA."

12 comentários:

  1. Eu acho que eu até nem me importava em ter pouco dinheiro... Algumas vezes eu queria era fazer algo mais relevante... ultimamente eu tenho me matado no meu mestrado e impressão que dá é que quando eu conseguir acabar vai virar só mais um trabalho numa prateleira...

    ps: pior que eu gostei do Greenberg e por mais idiota que o personagem seja eu confesso que chego a sentir simpatia por ele.

    ResponderExcluir
  2. ps2: a coisa que eu mais gosto de estar fazendo mestrado é que mesmo nos eventos importantes tipo congresso, eu posso ir de all star do mesmo jeito!

    ^^

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Pelo menos vc tá fazendo mestrado né, e eu? Não tô fazendo NADA.
    Sem dinheiro a gente não faz nada, e ser duro quando se é jovem pode ate não ser tão ruim. Mas não ter dinheiro quando as rugas começam a gritar com vc é desesperador. ¬¬

    Sobre GreenBerg, ele não era tão relax não fazendo nada, falava com uma pontinha de inveja da vida bem sucedida do irmão. Ele não conseguia lidar com o fato de que os outros conseguiram envelhecer melhores que ele.
    É um personagem cheio de probelmas psicológicos nas entrelinhas, além dos que ele deixou aparecer.

    =*

    ResponderExcluir
  5. Tenho quarenta e poucos, não sei dirigir, nem nadar. Cantei prá subir, não penso mais nessas coisas. Mas as vezes fico lembrando que aos onze eu era considerada adulta demais para minha idade. Agora é o contrário só porque não pareço, não tenho os mesmos interesses, nem vejo o mundo do mesmo jeito que as mulheres de minha idade. Em suma, continuam me olhando atravessado.

    ResponderExcluir
  6. Belos: Tbm era considerada muito adulta pra minha idade. Hoje com 25 parece que tenho 50 e minha idade tem me incomodado, o que não acontecia a pouco tempo.

    Como lidar? Vejo pessoas conquistando coisas e eu aqui consquistando alguns quilos e rugas a mais. =/

    ResponderExcluir
  7. Nem saiu das fraldas ainda e pelo visto também não sabe o que são rugas, pq vc NÃO TEM!
    J.

    ResponderExcluir
  8. Não sei M. Mas acho que o primeiro passo é saber quais as nossas verdadeiras ambições. Geralmente se corre atrás das alheias o tempo todo.

    ResponderExcluir
  9. Tá aí uma grande verdade. Obrigada, vou passar alguns pensando mais nisso do q nos meu pés de galinha.
    =*

    ResponderExcluir
  10. Gostei bastante do texto.
    Eu também tenho essas crises, mas com os meus 30 anos de idade não me sinto velha, mas me comporto fazendo jus à idade.
    Pois tenho 30 anos e não me visto como adolescente.

    Abraço e sucesso na sua vida.
    Mesmo com pelancas, seja feliz. kkkkkkk

    Beijos
    NINA

    ResponderExcluir
  11. otimo post esta conversando com uma pessoa justamente sobre esse assunto, os planoss tem suas desvantagens pois quando nao coneguimos aquilo q planejamos é uma droga, imagina eu q quero aos 50 anos ser bilionário e quem sabe presidente do brasil? uhahuahuuha

    aiai enfim tenho medo do meu futuro e de olhar para tras e ver q nao vivi como deveria entao muito mesmo

    ResponderExcluir
  12. A impressão que eu tenho ao ler essa postagem é que você tirou tudo DA MINHA CABEÇA! Porque me identifiquei com cada linha escrita aqui.

    Quando você falou de andar de All Star eu ri muito, porque tenho 27 anos, uns 8 pares desse tênis e 2 ou 3 sapatos/sandálias com salto alto.

    Quando falou sobre achar sua tribo, hoje eu vejo todas as minhas amigas de infância mães e/ou esposas e/ou noivas. E eu aqui, blogando. E as pessoas mais novas, geralmente... Titica na cabeça!

    Só não concordei com a ideia de ganhar dinheiro pra investir em cirurgias e viagra, porque acho que com uma cabeça boa, você vai chegar lá sem se importar muito com isso... ^^

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails