sábado, 27 de novembro de 2010

-- Estacas --

"Quando o elefante é jovem e relativamente fraco, ele é amarrado a uma estaca. Então depois, não importa o quão forte ele seja, ele ainda acredita q não consegue se soltar."

Muitas pessoas são como elefantes de circo, presos a estacas insignificantes diante de seu tamanho, podem ser estacas que nós mesmos criamos ou por nunca questionarmos as limitações q nos foram impostas.
Me arrisco a dizer que nossas estacas estão diretamente ligadas com a maneira que lidamos com nossos sentimentos.

-o: Amor eterno q terminou; -o: Homem ou mulher da nossa vida, q se foi, do ninguém é insubstituível. -o: Preconceito, homem não pode fazer isso, mulher não pode fazer aquilo, homossexuais não podem fazer nada; -o: Medo da solidão, da morte, de sair de casa, de arriscar; -o: Religião, aguardando ajuda divina, mas o que acontece é adquirir mais estacas, pois nos impõe mais regras sem fundamento.-o: Mágoa, raiva que guardamos de coisas que aconteceram a anos, e ainda nos afeta como se fosse hoje. -o: Comodismo, desmotivação, derrotismo, auto piedade.-o: Impossível, já é tarde demais;-o: Espelho, Idade, Balança;

Por certo, cada um tem sua estaca.Sei que é muito auto ajuda e piegas, óbvio dizer que devemos nos livrar dessas estacas, mas é fato. E pra continuar com exemplo de elefantes, me lembrei do Dumbo, que usou suas estacas para se libertar. Ele tinha orelhas grandes demais e todos os ridicularizavam por isso, ele chorou e ficou preso ao que os outros diziam, até que um dia com as mesmas orelhas enormes ele fez o que ninguém mais conseguia fazer e se libertou.

Dumbo - Foco 7:35 / 10:00

As vezes é preciso algum artifício, como no caso do Dumbo, a "pena mágica", mas o importante e se livras das estacas e em seguida se livrar do tal artifício para que ele tbm não se torne uma estaca. Trazendo para nossa realidade, esse artifício pode ser o tempo, a razão, um analista, amor fati, auto conhecimento.
Mas não se engane, pode parecer fácil, mas não é, se libertar de uma estaca sem enterrar outra. Muitas pessoas cairiam em depressão se perdessem sua fé, religião, ou o conceito de amor, que seu casamento será eterno. É preciso auto conhecimento para saber qual estaca te sustenta e força de vontade para arrancar as que você não quer.

É preciso arrancar a estaca do chão, sem perder o chão.


"A angustia existencial é uma constante naqueles que se libertam das amarras ilusórias e alienantes da vida."

7 comentários:

  1. Algumas vezes eu me pergunto se existe liberdade plena e qual seria o preço a ser pago.

    ResponderExcluir
  2. Não existe liberdade plena, mas tem mulheres q não podem nem depilar o suvaco!!! Peraeee né!

    ResponderExcluir
  3. Oi, linda! Obrigada por seu comentário no meu blog. Sua opinião será sempre válida.
    Desculpe-me por estar vindo retribuir somente agora.

    Mas, quanto ao seu texto, concordo com algumas coisas e descordo de outras. Pois alguns veem problema onde não existe e aquele problema se torna uma estaca em suas vidas e na verdade, a estaca é outra.

    Mas foi muito lindo o texto. Gostei mesmo!!!

    Abração de NINA

    ResponderExcluir
  4. Depois diz que não consegue se expressar também, papo furado. Boa idéia e bom texto. Beijo.

    ResponderExcluir
  5. A idéia é boa, mas quando releio penso que não consegui passar metade do q eu gostaria. =/

    ResponderExcluir
  6. Pergunta que não quer calar: Qual a sua estaca hoje?

    =P

    ResponderExcluir
  7. caramba sei bem o que é isso as vezes paro e vejo sitações em que posso ir em frente, posso conseguir coisa melhor e não o faço por medo mesmo, por achar q nao posso, por acreditar até q nao mereço, estacas que limitam meu progresso pessoal.

    luto como posso, ou pelo menos tento, mas acho q ainda sou muito molecote para isso

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails